atividades físicas

ATIVIDADE FÍSICA E DIABETES

00:30



Vamos falar sobre saúde? Meu personal Rafael Marchewski fala um pouco da importância de fazer exercícios físicos para quem tem diabetes. Vamos conferir?!


A diabetes é uma doença metabólica, cujo fator principal traduz-se pelo aumento anormal de glicose no sangue.
  
O tipo de açúcar produzido quando os alimentos são digeridos em nosso organismo é uma das principais fontes de energia para o ser humano. Quem tem diabetes, comumente não produz insulina, sendo um hormônio que promove a absorção da glicose pelas células, ou a produz em baixa quantidade deixando uma alta taxa de hiperglicemia no sangue.

 A importância da atividade física é evidente para qualquer pessoa. Porém, os benefícios são ainda maiores para quem tem diabetes, pois sendo uma doença cujas condições podem ser agravadas com o aumento do peso do paciente.

Prontamente, os exercícios físicos regulares, praticados de forma saudável fazem com que a alta concentração de açúcares no sangue diminua, porque aprimora seu aproveitamento pelos músculos. Como a atividade física obviamente demanda um maior consumo de energia, ela ainda suaviza a responsabilidade dos medicamentos ingeridos no tratamento.

Reunindo a prática regular de exercícios físicos a uma boa dieta, as medicações corretas e a aplicação dosada de insulina, caso seja necessária, o perfeito controle glicêmico poderá ser alcançado, evitando-se agravantes como infarto agudo do miocárdio, hipertensão, problemas renais, dificuldade de cicatrização de cortes e ferimentos, acidente vascular encefálico, e muito mais.

Como a boa prática física vai ampliar a absorção de glicose pelo músculo vai, por conseguinte, diminuir a glicose circulante no sangue, aumentando assim sua ação nas células e melhorando o perfil lipídico da pessoa. Afinal, quando se pratica exercícios físicos, carboidratos e gorduras são queimados no processo.


O diabetes, assim é mais bem controlado, além de haver um consequente aumento da autoestima do paciente, que passa a perder peso, diminuindo os riscos de depressão, pressão arterial e a sobrecarga em regiões como quadris e articulações com o fortalecimento de músculos e ossos.


Texto por Rafael Marchewski

Você também pode gostar

0 comentários